História Estatuto Regimento Interno Obrigações / Regime Fiscal Legislação Orquidófila Diretoria Atual Sócios Eventos e Exposições Fotos Links Úteis Contato
História
dfgdfg

 

HISTÓRIA DA ASSOCIAÇÃO ORQUIDÓFILA DE TIJUCAS - AOT

 

Podemos definir a orquidofilia de Tijucas em três distintos períodos.

 

O primeiro período recai sobre as décadas 30 e 40, quando neste período destacava-­se exclusivamente João Bayer Filho. O Dr. Bayer, como era conhecido, tornou-se uma grande referencia nacional e internacional na orquidofilia, principalmente em relação a Laelia purpurata e seus híbridos primários.

Do seu orquidário, saíram: Lp anelata "Mariaí.impa", Lp anelata "Maria Suja", Lp alba "João Colin", Lp coerulea "do Bayer" ( ou Condesssa de Joaia) , Lp mandaiana "Brigadeiro", Lp multiforme "Bigode de Gato" .

Era sócio da Sociedade Fluminense de Orquidofilia e colaborador da revista ORQUIDACEA do saudoso Luiz de Mendonça. Com sua morte, sua nobre coleção foi vendida para fora de Tijucas.

 

Um discípulo do Bayer, deu continuidade na orquidofilia tijuquense. Manoel dos Anjos, que juntamente com os amigos Bambinoti, Dede, Aristides e outros, idealizam as primeiras exposições de orquídeas no município ( 1964 - 1966 - 1968 e 1969 ) . Cultivavam orquídeas nesta época também, Zequinha Laus, José João de Souza, Alvim carteiro, Bola, entre outros. Mais tarde vieram Durval Valcanaia e Hilario Wieticosk.

Nesta época, Tijucas recebia muitas visitas em novembro, de orquidófilos catarinenses, paulistas e gaúchos, em busca das novidades da Laelia purpurata. Com o surgimento dos laboratórios, estas visitas foram escasseando.

 

O terceiro período deu início com o surgimento da AOT - Associação dos Orquidófilos de Tijucas, em 13 de agosto de 1997. Os sócios fundadores foram: Carlos Martinho Graf, Luiz Conzaga Bento, Evandro Nascimento Bento, Manoel dos Anjos, Durval Valcanaia, Hilario Wieticosk, José Henrique Baixo, Geraldo Roncalio, Nilton Seberino, Julio Cesar de Sá, Bernardino Indalicio da Silva, Tomaz Reis, Zulmar Alcebiades Vargas, Sérgio José Laus e Nedimar Correia.

Após 29 anos, esta associação realiza a 5° Exposição de Orquídeas de Tijucas, nos dias 13 -14-15 de novembro de 1998, na sede do Lions Clube de Tijucas. Desta data em diante, há pelo menos uma exposição por ano em Tijucas.

 

Alguns dados da AOT - Associação dos Orquidófilos de Tijucas.

 

Inicialmente as reuniões eram realizadas na ADEC, Posto de Saúde, Sede da Associação dos Funcionários Públicos, Sede dos Professores Aposentados e a partir de 2000 em definitivo na sua sede própria, localizada na Av. Hercilio Luz, 099, fundos, centro, Tijuca, Santa Catarina. 

 

Seus Presidentes foram:

 

1997/2000 - Carlos Martinho Graf.

2001/2002 - Sérgio José Laus

2003/2005 - Bernardino Indalicio da Silva.

2006/2007 - Carlos Martinho Graf

2008/2009 - Nilton Seberino.

 

Em setembro de 2000, na cidade de Indaial a AOT se apresenta para a Federação Catarinense de Orquidofilia.

 

Em setembro de 2000, durante a 104° Exposição de Orquídeas de Blumenau, orquidófilos tijuquenses expõem pela primeira vez fora de Tijucas.

 

Em 10 de maio de 2001, o prefeito municipal, Sr. Uilson Sgrott, declara a AOT como de Utilidade Pública.

 

Durante a 25° Exposição Estadual de Orquídeas, realizada em Blumenau, Tijucas fica pela primeira vez com o troféu de melhor purpurata da exposição.

 

Em 2003, Tijucas realiza a 30° Exposição Estadual de Orquídeas, em comemoração aos 20 anos do decreto lei, que instituiu a Laelia purpurata como flor símbolo de Santa Catarina. Nesta data também é inaugurada a reforma da sede social da entidade.

 

Em 2007, realiza a 1ª Exposição de Orquídeas de São João Batista Sucesso repetido em 2008 e 2009. Funda-se um núcleo orquidófilo no município.

 

Em 2008 realiza a 1º Exposição de Orquídeas de Canelinha.

 

Atualmente a Associação possuem 30 sócios efetivos.

 

Todos os dtireitos reservados - Copyright 2013 - Desenvolvido por NTDS Web Studio